31. AMIZADE

      Texto Reflexivo de: Maria Paula Souza

Imagine que você tenha uma conta corrente e a cada manhã você acorde com um saldo de R$86.400,00. Só que não é permitido transferir o saldo do dia para o seguinte. Todas as noites seu saldo é zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo durante o dia.

O que você faz? Você irá gastar cada centavo, é claro! Todos nós somos clientes desse banco de que estamos falando. E ele se chama tempo. Todas as manhãs a sua conta é reiniciada, e todas as noites as sobras do dia se evaporam. Não há volta. Você precisa gastar vivendo no presente o seu depósito diário. Invista, então, no que for melhor. Na saúde, na felicidade, no sucesso. O relógio está correndo. Faça o melhor para o seu dia-a-dia. Para você perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que repetiu de série. Para você perceber o valor de um mês, pergunte para uma mãe que teve seu bebe prematuramente. Para você perceber o valor de uma semana, pergunte a um editor de jornal semanal. Para você saber o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu o trem. Para você saber o valor de um segundo, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente. Para você perceber o valor de um milissegundo, pergunte a alguém que ganhou uma medalha de prata numa Olímpiada. Valorize cada momento que você tem. E valorize mais porque você deve dividi-lo com alguém especial – especial o suficiente para gastá-lo junto a você! Lembre-se de que o tempo não espera por ninguém.

O ontem é história.

O amanhã é mistério.

O hoje é dádiva. Por isso é chamado de Presente!

Valorize seus amigos, pois esses são joias raras, nos fazem sorrir e nos encorajam. Eles emprestam seus ouvidos, dividem palavras de conforto e estão sempre dispostos a abrir o coração para nós. Mostre aos seus amigos que você os estima muito!