O QUE É AVIVAMENTO

Texto: II Crônicas 7.14

INTRODUÇÃO: Ouvimos muito nestes dias acerca de avivamento, porém temos a sensação de que muitos dos que falam muito dele em realidade o conhecem muito pouco. Tratemos de analisar o que está implicado em avivamento.

I. O QUE É AVIVAMENTO?

a. Não é evangelismo, ainda que muitos podem ser salvos como consequência.

b. Não é emocionalismo, ainda que existam manifestações emocionais conectadas com ele.

c. É uma renovação da vida espiritual em um indivíduo ou entre um grupo de pessoas.

II. QUANDO EXISTE A NECESSIDADE DE UM AVIVAMENTO?

a. Sempre que o amor do povo de Deus se esfria.

b. Quais os sintomas de sua necessidade?

         O contentamento espiritual, comodismo.

         A ausência de interesse pelos perdidos.

         A proteção dos pecados secretos.

         Animosidade contra outros cristãos.

         Um espírito implacável.

         Um espírito mundano.

         O crescimento do orgulho.

  1. Qualquer conduta espiritual em que tenhamos perdido terreno em relação ao tempo passado.
  2. Perigos em nossa necessidade de avivamento:

A miúdo, a condição de nossos corações é que não estamos conscientes de nossa necessidade, precisamente quando está maior.

A carne luta contra o avivamento.

III. COMO PODEMOR TER UM AVIVAMENTO?

  1. Deus é soberano em seu concede.

Vem quando o deseja.

É impossível planificar um avivamento.

  1. Condições que devem cumprir para estabelecer a classe de situação em que Deus envia um avivamento

Oração;

Afrontar as realidades espirituais; Confrontar a nós mesmos; Afrontar a natureza de Deus; Afrontar a verdadeira natureza do pecado.

A confissão do pecado, confessar significa estar de acordo com Deus com respeito ao pecado.

Buscar a vida em um plano superior ao que temos conhecido

IV. O PROBLEMA DO DESEJO

  1. Geralmente nosso desejo não é suficientemente intenso parra um avivamento para que signifique alguma diferença.
  2. As vezes Deus tem que nos trazer ao final de nossos recursos antes que nós verdadeiramente desejemos conhecer o avivamento.

CONCLUSÃO: O avivamento não pode abrir ou fechar-se como uma fonte, porém há condições que devemos cumprir ao soberano Deus, que há de outorgar o avivamento.

“...se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”. II Cr. 7.14