OS TRÊS “ÃOS” DO MATRIMÔNIO FELIZ

INTRODUÇÃO: “Não é bom que o homem esteja só, far-lhe-ei uma Ajudadora que esteja diante dele”. (Gn. 2.18)

Aceitação (Aceitar); Admiração (Admirar) e Dedicação (Dedicar).

Atribuições inerentes na ajuda: Auxílio, socorro, sustentáculo, assistência, apoio, aplauso e Aprovação.

I. ACEITAÇÃO

Como ele é? Plástica? Cor? Jeito de andar? Físico?

Por que não no sentido psicológico? Tentando transformá-lo (a)?

Em provérbios está escrito: “Melhor morar numa água furtada do que com uma mulher rixosa”.

Abraão tinha defeitos, porém Sara nunca cobiçou consertá-lo (I Pe. 3.6), que exemplo de esposa! (I Pe. 3.1-2). Sem palavra.

II. ADMIRAÇÃO

         “E a mulher reverencie o marido”. (Ef. 5.33)

         Reverenciar é: Honrar, respeitar, acatar, elogiar e aclamar.

III. DEDICAÇÃO

         Dedicação é: Consagração, devoção, abnegação, disposição de servir, desvelo e zelo.

Dedicação é diligência, esforço e cuidado ativo em cumprir os nossos deveres.

“Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento”. Pv. 3.13